Apresentação: Tatiane Tedesco

É com imenso prazer que venho apresentar a coluna de gastronomia da revista Mulher Ativa, onde traremos informações, dicas, receitinhas e muito mais. 

Aqui teremos assuntos relacionados a todos os tipos de alimentação, como: light, diet, funcional, vegana e por que não aquela com uma caloria a mais? 

Nossa intenção é alcançar todos os públicos, desde a alimentação simples do dia a dia até aquela que podemos transformar em uma nova fonte de renda. 

Hoje vamos falar sobre o que envolve uma alimentação saudável e as informações básicas para aqueles que são ou querem se tornar adeptos desse estilo de vida. 

O primeiro passo para uma alimentação saudável é a conscientização dessa necessidade para o nosso organismo. 

O mundo de hoje está industrializado.  

Temos ao nosso alcance, de forma muito mais cômoda e prática, alimentos semi prontos ou já prontos nas prateleiras e geladeiras dos supermercados e os inúmeros e variados fast foods e lanchonetes espalhados por todos os lados.  

Porém o consumo excessivo desses alimentos trará extensos malefícios no futuro. 

Inúmeras doenças, como diversos tipos de câncer e doenças coronarianas, se desenvolvem com mais facilidade em organismos intoxicados. 

Uma alimentação saudável é o caminho da longevidade.  

Na China existe a dieta medicinal chinesa que está ligada diretamente a alimentação da população. Os remédios utilizados por esse povo são extraídos da natureza, somente em último caso eles optam por drogas da indústria farmacêutica. “Uma alimentação adequada favorece a saúde dos seres humanos” (Sun Simião).  

Cuidar da alimentação é cuidar da vida, mas viver de forma restrita e não prazerosa seria uma tormenta, por isso não devemos virar escravos da alimentação. Podemos sim adaptar o mesmo alimento em um preparo mais saudável, dosar o consumo de açúcar e gordura por exemplo, são princípios básicos para darmos o grande start

Outra dica muito importante é ler o rótulo dos produtos antes de comprar, observar a quantidade de sódio, de gordura total, gordura trans, a presença de aditivos químicos como os conservantes, corantes… Tudo que possa influenciar no produto final. 

Opte por consumir mais produtos vivos, sem terem passado pela indústria. 

Um produto orgânico, sem uso de agrotóxicos e fertilizantes, é o melhor caminho para uma alimentação saudável. 

Dica master: se você tiver 10m2 disponível em sua residência é o suficiente para produzir uma horta doméstica, que deve ser montada em um local com luz solar direta por um mínimo de 5 horas por dia, os canteiros devem ser voltados para o Norte tendo um melhor aproveitamento do sol e o local deve ser livre de encharcamento ou alagamento. E lembre-se, a água da chuva é a melhor água para regar a sua hortinha. 

Busque consumir de forma variada: frutas, vegetais, leguminosas, cereais e hortaliças, incluindo sempre em suas refeições. Desta forma você estará absorvendo nutrientes e vitaminas necessárias para o bom funcionamento do seu organismo. 

Beba diariamente 2 (dois) litros de água, equilibrados ao decorrer do seu dia. 

Fiquem atentos, pois na próxima edição falaremos sobre desperdício, aproveitamento integral do alimento e Slow Food. Com direito a uma super receitinha. 

Tatiane Tedesco

Formada em jornalismo pela UGF. Confeitaria SENAC RJ. Cake Design SENAC RJ. Graduanda em Gastronomia - Unisuam. Especializada em confeitaria artística. Palestrante em eventos. Professora de cursos demonstrativos e práticos. Proprietária da marca Tatiane Tedesco Gastronomia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *