Existem 500 reais no seu guarda roupa! E não está no cofre.

Está planejando renovar o guarda roupa? Por que não descobrir a magia do desapego? Nós estamos muito acostumados a guardar coisas que não possuem quase ou nenhuma utilidade, pois não nos cabe mais no corpo, ou já enjoamos da peça, ou simplesmente está ocupando espaço que não merece ocupar.

Para ganhar quase quinhentos reais com as suas roupas emperradas no ármario, basta seguir os passos abaixo.

1º – RESERVE UM TEMPO PARA ARRUMAR SEU ÁRMARIO

É importante visualizar a necessidade daquela arrumação “furacão”. Antes de dormir, pense em qual momento que você pode despejar tudo no chão e realocar, e até limpar, literalmente, o ármario, para receber as peças antigas e as novas que virão.

2º – ESCOLHA, SEM DÓ, QUAIS SÃO PEÇAS QUE NÃO VÃO VOLTAR

Se a roupa, sapato, carteira, lenço, cinto, etc, não está em bom estado, com furos, desbotada, manchada, esticada, sem condições de uso, pode jogar no lixo. Dependendo do estrago, você poderá doar essa peça, mas cuidado, não dê para a caridade o que você acha que ninguém merece vestir.

Se você não usa aquele vestido esquecido a mais de um ano, se aquele sapato lhe causa agonia e machucados toda vez que usa, ou se simplesmente enjoou da peça, coloque na pilha que não vai voltar. As vezes também realocamos as roupas que achamos que vale a pena guarda, mas cuidado, essa peça pode lhe render até mais 3 peças. E tem aquelas roupas que as pessoas estão cansadas de nos ver usando, mas não conseguimos desgrudar pois são maravilhosas, pois então vai pra fora do armário. Este é o tempo das coisas novas.

3º EMPILHE AS QUE FORAM EXPULSAS DO GUARDA ROUPA E AVALIE

É a hora de separar o que será doação e o que será vendido. O mais importante é avaliar o que pode ter valor de mercado e o que não deve ser cobrado.

4º PROCURE UM BRECHÓ NA SUA CIDADE, NO SEU BAIRRO

Primeiramente entre em contato com o seu brechó escolhido e consulte condições de venda. O avaliador vai escolher suas roupas e até mesmo, eventualmente, devolver peças á você. Não se incomode, não é nada pessoal. Para chegar aos quinhentos reais, lembre-se que o desapego é o melhor negocio, e separe uma boa quantidade de roupas. Estamos falando de trinta peças para cima. O valor também varia dependendo do estilo do brechó.

5º USE ESSE DINHEIRO PARA GARIMPAR

Agora é a hora de comprar. No mesmo brechó onde você vendeu, ou em outros, pesquise as peças e, quase sempre, você encontrará peças novas com etiquetas ou usadas uma ou duas vezes. É claro que você pode se dar ao luxo de comprar peças em lojas comuns, mas o papo aqui é de economia, e partindo desse ponto, gastar esse dinheiro em brechó lhe traria muito mais peças, acessórios, sapatos, do que em uma loja comum.

Aprendemos que o brechó é mais do que uma biblioteca vintage, é também um estilo de vida, um vício, o melhor deles. Quando você conhece o brechó, não consegue parar, te acusam de loucura, mas ao experimentarem entram no nosso ciclo maravilhoso de economizar e ter cara de rica com os brechós chic’s.

Talita Kárlin

Apaixonada por desafios, tem 21 anos, atua como designer gráfico, produtora de eventos culturais, compositora e escreve poesias desde menina. Descolada e antenada com as novidades do mercado de consumo feminino tem como "hobby", pesquisar sobre os brechós da cidade e partilhar as novidades com o seu seleto círculo de amigas. Um dos grandes desafios para ela é fazer parte do grupo de colunistas desta revista e compartilhar com as leitoras, as novidades e os segredos  dos brechós mais charmosos do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *